Somos bastante promíscuas com a língua portuguesa – ui! – e não são raras as vezes em que utilizamos uma palavra para nos expressar quando, na verdade, deveríamos escolher outra. Vou explicar a diferença entre orgasmo, squirting/ejaculação e gozo, mas você pode seguir com sua promiscuidade léxica, pois com certeza falamos a mesma língua e cometemos os mesmos pecados gramaticais.

Orgasmo

É a palavra usada para definir o ápice do prazer, mas saiba que dá para sentir prazer sem chegar ao orgasmo!

O orgasmo é um fenômeno psíquico, físico e químico que acontece em nosso corpo quando atingimos o clímax das sensações.

Os batimentos cardíacos ficam acelerados, a respiração é mais veloz, ocorre uma descarga de adrenalina, seguida de liberação de endorfinas. Até que uma pane acontece no cérebro e esse curto circuito é deliciosamente percebido por nós como uma descarga potente de prazer.

Percebam quanta coisa envolve um orgasmo?

É importante salientar que cada pessoa vivencia de forma diferente e o pós-orgasmo é bastante individual também – depois de ter um orgasmo tem gente que relaxa e tem gente que fica com mais disposição.

Há quem troque a expressão “tive um orgasmo” por “gozei”, então em muitas conversas coloquiais o verbo “gozar” significará “ter um orgasmo”.

Ejaculação ou Squirting

O Google Translate nos ensina que ‘squirt’ significa ‘esguicho’, então ‘squirting’ significa ‘esguichando’. Em português a palavra usada é ‘ejaculação’.

‘Ejacular’ sempre envolve algum líquido saindo rapidamente do corpo, ou seja, é um fenômeno físico do qual nosso corpo é capaz…todo os corpos, não somente aqueles que têm pênis.

A ejaculação da vulva é pouco falada, o que é uma pena, pois esse segredo faz com que muitas pessoas se envergonhem ao não entender o que aconteceu no meio da transa.

A vulva possui glândulas ao lado da uretra, as chamadas glândulas de Skene, e é de lá que sai o líquido transparente, em esguicho, durante o ato sexual ou na masturbação.

Não são todas as pessoas com vulva que ejaculam e isso nem deve virar uma meta de sexo para você – respeite sua individualidade e seu corpo! Além do mais, ejacular não significa necessariamente sentir maior prazer, nem orgasmos mais potentes.

É simplesmente um fenômeno que algumas pessoas apresentam e, já que são capazes de fazer isso, precisam degustar desse potencial sem sentimentos de vergonha ou culpa.

Então, quando alguém diz “ejaculei” já podemos entender que saiu líquido da vulva e que não necessariamente isso aconteceu concomitante a um orgasmo.  

Gozar

Gozar é sentir prazeres, num sentido mais amplo e não somente sexual.

Vamos recorrer ao dicionário para definir o verbo ‘gozar’, veja só: desfrutar, aproveitar, deliciar-se, deleitar-se. Ccom isso a palavra ‘gozo’ nada mais é do que o ato de gozar. Ou seja, o estado de satisfação que vivenciamos com qualquer atividade que nos dê prazer, seja sexual, física, moral ou intelectual.

Gozamos quando estamos muito satisfeitos a ponto de, não só sentir, mas de liberar essa sensação, reduzindo a tensão acumulada. Pare para pensar quais outras coisas te fazem gozar na vida, além do sexo…

Muitas pessoas usam “gozar” para dizer que atingiram o orgasmo ou que ejacularam, mas agora você já sabe que são coisas diferentes.

No fim, o que importa é se fazer entender, então se comunique da forma que preferir .sem más línguas por aqui quando o assunto é sexo!